Como calcular o retorno financeiro da locação de imóvel?

Como calcular o retorno financeiro da locação de imóvel?

A locação de imóvel pode ser uma atividade bastante lucrativa se for feita da maneira correta. Para fazer essa avaliação, entretanto, é preciso conhecer qual o retorno financeiro da locação de imóvel, pois um retorno muito baixo indica um investimento pouco atrativo.

Nesse sentido, alguns fatores devem ser levados em consideração, como taxas envolvidas, para que se possa fazer uma avaliação mais precisa. Quer saber como fazer? Então descubra a seguir como calcular esse retorno!

locação de imóvel

Cobrança de taxa de administração de aluguel

Um fator que não pode ser desconsiderado quando se fala em retorno financeiro da locação de imóvel diz respeito à cobrança de taxa de administração de aluguel. Isso acontece quando a locação acontece com a intermediação de uma imobiliária, que é responsável por captar o inquilino e levar ao fechamento do contrato.

Essa taxa de administração é cobrada em relação ao valor do aluguel, o que normalmente inclui todos os custos como aluguel, IPTU e condomínio. Em alguns casos, paga-se apenas uma taxa — que gira em torno de 10 a 12% do valor —, enquanto em outros há um acréscimo de mais 10% para garantir o seguro do imóvel e do pagamento.

É vantajoso fazer a locação de imóvel por conta própria?

Com isso, acaba surgindo a dúvida se é mais vantajoso alugar com conta própria ou contar com uma imobiliária. Embora alugar de maneira independente seja realmente mais barato, a verdade é que é uma opção pouco segura.

Como a lei protege os inquilinos, pode ser que o locatário não pague o aluguel e, a partir daí, o processo de despejo pode levar meses. No caso de uma imobiliária, por outro lado, há uma avaliação melhor de documentação e o respaldo de uma empresa especialista no assunto. Ou seja, alugar por conta própria é um barato que sai caro!

Como é a declaração de aluguel no Imposto de Renda?

Como o recebimento do aluguel é uma espécie de geração de renda, a declaração do recebimento do valor acontece de maneira semelhante ao que deve ser feito para o salário. Com isso, também é verdade que o recebimento do aluguel esteja sujeito às alíquotas de pagamento.

Na declaração de 2016, quem tiver recebido até R$ 1.903,98 mensais está isento do imposto. De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65, a alíquota é de 7,5%, resultando na parcela de R$ 142,80.

Quem recebe até 2.826,66 até R$ 3.751,05 tem alíquota de 15% e parcela de R$ 354,80. De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68, a alíquota é de R$ 22,5 e a parcela, de R$ 636,13. Por fim, quem recebe acima de R$ 4.664,68 tem alíquota de 27,5%, com parcela de R$ 869,36.

Assim, quem tiver salário de R$ 2.000,00 líquidos e tiver um aluguel líquido de R$ 800,00, por exemplo, deverá pagar a alíquota de 15%.

CTA_Gralha_Guia_Definitivo_financiamento_Imovel_fundo (2)

Posso usar o recibo do meu aluguel como comprovante de renda?

O recibo do aluguel pode ser utilizado como renda, mas se for feito de maneira autônoma, será necessário um contador para realizar o decore. No caso de uma imobiliária, o procedimento é bem mais fácil: basta solicitar um demonstrativo para comprovação de renda. Apresentar a última declaração de Imposto de Renda, em alguns casos, também pode servir como comprovante de renda.

Fazendo as contas

Assim, para calcular o retorno financeiro da locação de imóvel, você precisará fazer uma conta que inclui o quanto o imóvel custou e por quanto ele é alugado. Desconsiderando o Imposto de Renda, imagine que você comprou um imóvel de R$ 200 mil. Por ser bem localizado, o aluguel é de R$ 1.700,00, mas 10% correspondem ao valor da imobiliária, resultando em R$ 1.530,00 líquidos.

Para encontrar o retorno financeiro, basta dividir o aluguel pelo valor do imóvel. Considerando o valor líquido, o retorno é de 0,765% ao mês. Como o rendimento é acima da poupança e tem um valor considerado atraente, esse é um bom investimento.

Calcular o retorno financeiro da locação de imóvel é indispensável para ter a certeza de que o investimento é realmente benéfico e atraente. Levando em consideração fatores como a taxa de administração da imobiliária e sabendo como declarar corretamente, você poderá beneficiar a sua renda com esse tipo de investimento.

Tem alguma outra dúvida? Não deixe de comentar e visitar nosso site!

CTA_Gralha_Guia_quanto_cobrar_aluguel

Jeferson Gralha
Jeferson Gralha
Jeferson Gralha é especialista em transações e administração de negócios imobiliários e trabalha pela excelência contínua da prestação de serviços e melhorias do setor.
Recommended Posts

COMECE A DIGITAR E APERTE ENTER PARA BUSCAR

5 bairros mais valorizados de Floripa para comprar imóveis em 2016