Aprenda a fazer o cálculo do financiamento imobiliário

Aprenda a fazer o cálculo do financiamento imobiliário

Quando você decide se preparar para financiar um imóvel, um bom planejamento é muito importante. Durante os preparativos, procure conhecer bem as condições do negócio, já que o financiamento imobiliário fará parte de sua vida por um bom tempo.

Aprenda, também, a fazer o cálculo das parcelas, garantindo que o valor do imóvel fique dentro de sua capacidade de pagamento.

Parece muito complicado para você? Que nada! Confira nosso post e aprenda como fazer o cálculo do financiamento!

financiamento-imobiliario-para-voce-e-sua-familia

Conheça os tipos de financiamento imobiliário

A maioria das instituições financeiras adota o Sistema de Amortização Constante (SAC) para estipular as parcelas do financiamento imobiliário.

Nesta modalidade, o valor pago por mês diminui gradativamente com o passar do tempo. Estima-se que o financiamento calculado pela Tabela SAC seja em torno de 10% mais barato que os demais.

O cálculo pelo Sistema Price não é um tipo de financiamento imobiliário tão difundido como o da Tabela SAC, mas é possível encontrá-lo.

Normalmente adotada em empréstimos bancários, a Tabela Price estabelece parcelas fixas para todo o financiamento, sendo as iniciais compostas majoritariamente de juros. A vantagem, neste caso, é que as parcelas são inicialmente menores, embora fiquem mais caras com o tempo.

Entenda o cálculo do financiamento imobiliário

Para efetuar o cálculo do financiamento imobiliário, é possível encontrar calculadoras de financiamento, que são capazes de simular as parcelas que cobrem todo o período. Para isso, é necessário que se tenha em mãos o valor financiado, a taxa de juros e o total de parcelas.

A Caixa Econômica Federal, principal operadora de crédito habitacional do país e que aplica a Tabela SAC, disponibiliza seu próprio simulador. Em algumas calculadoras, é possível, ainda, obter a taxa de juros com a informação dos demais dados do financiamento.

Conheça as opções das instituições financeiras

Antes de se decidir pela forma de financiamento, é importante conhecer as opções oferecidas pelos vários bancos até encontrar a que melhor atenda às suas necessidades.

Considere a possibilidade de passar a receber seu pagamento pela instituição financeira escolhida, o que pode garantir uma boa redução na taxa do financiamento e um aumento no crédito.

Inclua outras despesas no planejamento

Não comprometa as finanças no momento de contratar o financiamento. Lembrar-se de outras despesas que não estão inclusas no valor das parcelas.

É o caso do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e do Registro de Imóvel, que antecedem a assinatura do contrato. A taxa de avaliação do imóvel faz parte de uma etapa preliminar do financiamento, quando o banco vistoria o bem e avalia a compatibilidade do preço com o valor de mercado.

Para comprar um imóvel com segurança, o ideal é contar com a assessoria de um profissional qualificado. Um corretor de imóveis regularizado oferece suporte na avaliação do imóvel e das condições de negócio, já que o financiamento imobiliário envolve uma série de documentos e contratos.

Gostou do artigo? Curta nossa página no Facebook, siga nosso perfil no Twitter e assine nosso canal no YouTube para ficar por dentro de novidades e dicas do mercado imobiliário.

Jeferson Gralha
Jeferson Gralha
Jeferson Gralha é especialista em transações e administração de negócios imobiliários e trabalha pela excelência contínua da prestação de serviços e melhorias do setor.
Recommended Posts

COMECE A DIGITAR E APERTE ENTER PARA BUSCAR